ENTREVISTA SURFTOTAL

“Tranquilo e confiante” – conversámos com Matias Canhoto, o jovem surfista que impressionou em AngletO surfista de 13 anos esteve em destaque no Rip Curl Pro Anglet.

https://surftotal.com/entrevistas/nacionais/item/20189-tranquilo-e-confiante-conversamos-com-matias-canhoto-o-jovem-surfista-que-impressionou-em-anglet?fbclid=IwAR04CF26xXXGjCS3Y184SgY6NCo9pGAOt-JNYa3rMZ9JDrRkp7p0Wg_wtfg

O Rip Curl Pro Anglet, que devia ter acontecido entre 24 e 29 de Agosto, na França, acabou por ser cancelado antes do tempo devido à falta de ondas. No entanto, não deixámos de ser surpreendidos pelo desempenho do jovem Matias Canhoto. O surfista de Peniche, de apenas 13 anos, soube aproveitar o tempo que esteve na água, e chegou até ao Round de 64. Teria entrado num heat contra Kauli Vaast (França), Lucas Silveira (Brasil) e Iker Amatriain (Espanha), se a competição tivesse avançado.

A Surftotal achou por bem conversar um pouco com Matias para saber como o atleta se sentiu na sua estreia em um WQS.

Olá, Matias! Em primeiro lugar, parabéns pela tua prestação no Rip Curl Pro Anglet. Como te estavas a sentir durante os heats? Qual foi o heat mais complicado?

No primeiro heat estava bastante nervoso porque era o meu primeiro WQS, mas sempre tranquilo. No segundo heat estava super contente de ter passado e já estava sem pressão, mas é claro que tinha sempre aquele nervosinho na barriga.

O heat mais complicado foi o primeiro porque estava na altura de transição do inside lá para fora então foi complicado.

“Estava confiante, mas com a noção do difícil que era…”

Qual é para ti a diferença entre competir em casa e competir num QS lá fora?

É desafiante, mas dá para ter uma visão do meu nível de surf.

Ias entrar no primeiro heat do Round de 64. Estavas confiante?

Estava confiante, mas com a noção do difícil que era, com o Kauli e os outros.

Entre os surfistas que estavam em competição em Anglet, há algum contra quem gostasses muito de entrar num heat?

Gostava muito de ter um heat com o meu amigo da minha team, Hans Odriozola, porque ia ser muito desafiante.

“Quero fazer bons resultados no Pro Junior e alguns WQS.”

No ano passado foste campeão nacional sub-14. Quais são os teus objectivos agora a nível nacional? E a nível internacional?

Não estou muito focado a nível nacional, mas a nível internacional quero fazer bons resultados no Pro Junior e alguns WQS.

Estaremos cá para assistir à evolução deste promissor surfista. Para já, só nos resta dar, mais uma vez, os parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *